Partida definitiva da suiça

Se vai definitivamente embora da suíça e não sabe o que deve fazer para deixar tudo aqui resolvido, nós temos as respostas.

Se quer levantar os fundos, 2. Pilar, nós sabemos como.

Tem que fechar o seguro, fechar o contrato de internet, luz, etc. nós tratamos de isso tudo.

Se tem direito ao fundo de desemprego em Portugal? Nós sabemos.

Não fique preocupado com o que tem que fazer ou como se faz, ligue para a Dos Santos Agentur e fique tranquilo.

Conhece os seus direitos e obrigações na Suíça?

Se vive na Suíça e não conhece as leis, direitos e obrigações, nós temos as respostas.
Se quer receber o abono dos seus filhos, nós sabemos como.
Tem que fazer o seguro, o contrato de internet, luz, etc. nós tratamos de isso tudo.
Se tem direito ao fundo de desemprego na Suíça? Nós sabemos.
Não fique preocupado com o que tem que fazer ou como se faz, ligue para a Dos Santos Agentur e fique tranquilo.


Connosco é mais fácil

Visto de trabalho, (cidadãos de países que não pertençam a UE ou AELC)

A Suíça aplica dois parâmetros diferentes ao regulamentar o trabalho de estrangeiros no país:

1. Trabalhadores estrangeiros que sejam cidadãos de um dos países da União Europeia (UE) ou da Associação Europeia de Livre Comércio (AELC), usufruem dos privilégios garantidos pelo “Acordo de Livre Circulação de Pessoas”.

2. Aos cidadãos de países que não pertençam a UE ou AELC, por exemplo o Brasil, cabe apenas um contingente restrito de autorizações de trabalho. Estas destinam-se apenas aos trabalhadores com cargos de chefia e à mão de obra qualificada e/ou altamente especializada.
Documentação exigida:
· Formulário de visto preenchido e assinado em três vias originais.
· Quatro fotografias 3x4cm (idênticas, coloridas, com alta resolução e feitas no máximo há seis meses).
· Duas cópias das páginas de identificação do passaporte (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto).
· Passaporte.
· Duas cópias do(s) contrato(s) de trabalho.

Visto de Turismo e/ou Negócios para a suíça – Cidadão brasileiro

Os cidadãos brasileiros não necessitam de visto para a Suíça, caso a permanência no país/espaço Schengen não ultrapasse 90 dias.
No controle do aeroporto, as autoridades suíças poderão exigir os seguintes documentos:
· Passaporte válido por pelo menos 3 meses após a saída planejada e emitido há menos de 10 anos;
· Passagem de ida-e-volta dentro de 90 dias;
· Comprovante de recursos financeiros (cartão de crédito internacional, cheques de viagem, dinheiro em moeda corrente no país);
· Reserva de hotel ou carta-convite* (em um dos idiomas oficiais da Suíça) da pessoa residente na Suíça, quando se tratar de uma visita a convite.
Se além da Suíça sua viagem incluir escala em algum outro país, será imprescindível certificar-se de que este outro país não possui outras exigências para cidadãos brasileiros. Informações a este respeito serão fornecidas pelo consulado do país em questão.

*Carta-convite da pessoa residente na Suíça: não há um modelo específico para a carta-convite, no entanto, ela deve conter necessariamente as seguintes informações:
· Declaração do anfitrião residente na Suíça de que o viajante é seu convidado redigida em um dos idiomas oficiais da Suíça e datada;
· Nome completo, números de telefone e endereço completo do anfitrião na Suíça;
· Nome completo, números de telefone e endereço completo do hóspede convidado;
· Assinatura do anfitrião residente na Suíça;
· Que o residente na Suíça pretende providenciar a alimentação e acomodação do viajante;
· Motivo da visita.

Apoio no centro de emprego

Acompanhamento e apoio no fundo de desemprego, como fazemos há cerca de 5 anos com muito sucesso porque sabemos exatamente quais são as suas obrigações e direitos e todas as regras e leis.

Os nossos serviços:
📌 Escrever uma carta de apresentação,
📌 Fazer um curriculum vitae de acordo com a regra Suíça,
📌 Preenchimento e esclarecimento dos formulários de inscrição e caixa
📌 Tradução oral e escrita

Maternidade, como funciona na Suiça.

Quando a mãe esta na RAV, (Fundo de desemprego)

Dois meses antes do nascimento não precisa fazer as procuras de trabalho para a RAV;

Após o nascimento da criança, a mãe recebe o subsidio de maternidade durante 98 dias, ( 14 semanas ) pago pelo AHV, este valor pode ser recebido mensalmente ou todo de uma só vez.

Se o objectivo é , após o tempo de maternidade voltar para a RAV, a procura de trabalho deve ser reiniciada 1 mês antes de se voltar a inscrever. Durante o tempo de maternidade a RAV fica cancelada e deve-se voltar a inscrever, no entanto só poderá voltar para a RAV se tiver quem tome conta da criança.

Quando a mãe trabalha:

Após o nascimento da criança, a mãe recebe o subsidio de maternidade durante 98 dias pago pelo AHV, que corresponde a 80% do salário mensal.

NOTA: Quando existe um contrato de trabalho sem termo, o patrão não pode despedir a mãe durante a gravidez nem durante os 98 dias após o nascimento da criança, no entanto o contrato pode ser terminado durante o tempo de experiência OU com acordo mútuo do patrão e do trabalhador.

Seguro de Saúde (Krankenkasse) para bebés:

Os recém-nascidos devem estar assegurados pelo menos três meses antes do nascimento.
No entanto, sò se começa a pagar quando o bebé nasce.
Importante:
Apesar de não se pagar o seguro antes do nascimento, se eventualmente o bebé nascer com problemas ou se houver complicações no nascimento, o seguro, (Krankenkasse) assume todos os gastos.
A Krankenkasse do bebé não tem franquia, e não se esqueçam, é muito importante incluir os dentes do bebé e outras regalias para evitar gastos desnecessários no futuro! Se precisar de mais informações não evite contactar-nos!
O seu bebé deve nascer em segurança.